David Dias

Como tornar sua casa mais tecnológica?

Como tornar sua casa mais tecnológica?

Como tornar sua casa mais tecnológica: 5 dicas eficientes

Quem nunca pensou em viver em um futuro de ficção científica? Apesar de ser impossível (afinal, se é ficção é porque não existe), é possível sim saber como tornar sua casa mais tecnológica.

Para isso, no entanto, é importante entender como lidar bem com as recentes tecnologias e toda a sua expansão. São muitos os recursos existentes atualmente e é essencial entender como organizá-los dentro da sua residência.

Quer saber como tornar sua casa mais tecnológica? Então siga a leitura do artigo abaixo para ver algumas dicas!

Como tornar sua casa mais tecnológica e eficiente?

Como tornar sua casa mais tecnológica e eficiente
Como tornar sua casa mais tecnológica e eficiente

1. Trabalhe com o conforto térmico

O Brasil é um país com um clima bem definido, mas que sofre algumas alterações. Não poderia ser diferente: as mudanças climáticas estão causando mudanças em todos os lugares.

Basta ver como recentemente uma onda de frio fora do comum fez com que nevasse em alguns lugares do país, o que não é frequente.

Dessa forma, é essencial pensar em como trabalhar com o conforto térmico dentro da sua casa. Usar um ar condicionado 18000 BTUS, por exemplo, é apenas o começo da sua estratégia.

Você deverá entender quais são os elementos que mais afetam a qualidade térmica do seu lar e então usar os recursos certos para lidar com a questão. Por exemplo, se você mora em um lugar muito quente, poderá usar cerâmicas de revestimento. 

Elas são excelentes em dissipar o calor e ainda podem ser customizadas para reproduzir qualquer revestimento, como madeira, pedras e outros.

Ou seja: visualmente você tem o revestimento que quer, mas na prática tem algo melhor para dissipar o calor.

2. Use energia solar, se possível

Poucas coisas combinam mais com uma casa tecnológica do que a energia solar.

Atualmente, o Brasil tem uma capacidade instalada de 6 gigawatts de energia solar, com mais de R$32 bilhões em investimentos e 180 mil empregos na área. 

A perspectiva é que o número aumente consideravelmente nos próximos anos, conforme haja uma migração para uma matriz energética mais focada na energia solar.

Enquanto isso, você pode dar o primeiro passo e já instalar as placas na sua casa.

Se possível, o aproveitamento da luz solar permitirá que você possa abastecer o seu lar de dia e de noite, além de poder contribuir um pouco com a rede local, o que gera economias também.

3. Utilize lâmpadas e tomadas inteligentes

Você já ouviu falar nas lâmpadas inteligentes? E nas tomadas inteligentes? Elas são algumas novidades do mercado e, apesar de parecerem “bobas”, podem ser extremamente úteis para transformar seu lar em algo de uma ficção científica.

Imagine acordar com um gostoso cheirinho de café recém-passado. Então as luzes do quarto se acendem automaticamente. Você levanta, escova os dentes e lava o rosto.

Chega na cozinha e o café está pronto e o pão está torrado na medida certa.

Depois do trabalho, você volta para casa e chega na hora certa: a chaleira está quente para o seu chá da tarde, a roupa está lavada e sua música preferida está tocando.

Quando você chega na sala, as luzes corretas estão acesas e na configuração que você mais gosta. Tudo isso sem fazer nada, tudo automático.

Parece ficção científica, mas é real e pode ser alcançado com as tomadas e lâmpadas automáticas.

Elas são iguais as normais, mas com uma interface computadorizada que controla as coisas. Por exemplo, as tomadas controlam o fluxo de energia que irá para os eletrodomésticos.

Portanto, ela controla quando eles poderão ser ligados ou não. Já as lâmpadas, podem ser iluminadas, com cores ou não e na intensidade desejada por controle de aplicativo.

No entanto, para chegar ao cenário descrito você precisará de outra coisa. Vejamos o que no item abaixo!

4. Use um sistema para integrar todos os itens

Existem muitos sistemas de inteligência artificial no mercado atualmente.

A Amazon tem a Alexa, a Microsoft tem a Siri e por aí vai. Eventualmente, você precisará de uma delas para controlar algumas das coisas na sua casa.

Um sistema desses pode controlar elementos como as lâmpadas e tomadas inteligentes. Basta que todos estejam na mesma rede Wi-Fi e configurados para isso.

Dessa forma, você poderá programar para que o sistema de IA ative as tomadas nas horas certas para você acordar com o café passado.

5. Invista em segurança para o seu lar

Por fim, sua casa não será verdadeiramente segura se não houver itens de proteção e de segurança.

Estamos falando de elementos que ajudam a manter os bandidos fora, mas também desmotivá-los a tentar alguma coisa.

Um item essencial para sua segurança são as trincas eletrônicas. Elas só podem ser abertas com senha ou controle biométrico, o que permite maior segurança mesmo que alguém roube as suas chaves.

Essas são as nossas dicas para quem quer aprender como tornar sua casa mais tecnológica.

Seguindo esses conteúdos, você conseguirá transformar seu lar em algo mais próximo da ficção-científica.

Gostou das dicas? Então comente abaixo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Sobre o autor | Website

David Dias é especialista em Vendas Online, SEO e Google Adwords. Formado em Marketing pela Universidade Nove de Julho no ano de 2009 trabalha há mais de 7 anos como consultor de SEO em São Paulo. Com ampla experiência no mercado digital já trabalhou em grandes empresas como FCA, Moura e SONAE Sierra Brasil.




Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
DMCA.com Protection Status

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.