Como desclonar o whatsapp?

“Fui clonado no WhatsApp”, isso aconteceu com você? Então acompanhe a leitura até o final para saber o que fazer.

Quando uma conta do WhatsApp é invadida, algumas características diferentes do normal podem ser observadas.

Essas características podem ser ou não sutis, e para ficar atento a elas basta que o usuário acompanhe as dicas deste artigo para saber se foi clonado no WhatsApp, o que fazer, saber se foi hackeado e como recuperar sua conta.

O WhatsApp é um dos aplicativos de mensagens mais utilizados no mundo todo, sendo o mais popular entre os brasileiros.

Entretanto, são poucas as pessoas que conhecem e aplicam medidas de segurança para não serem hackeadas ou sofrerem todas as espécies de golpes conhecidas por aí.

Nos dias atuais, a gama de golpes que estão sendo aplicados pelo WhatsApp é enorme.

Os hackers são usuários habilidosos que conseguem acessar um dispositivo por vários meios. Mas, em todos eles, o dono do WhatsApp deve cometer ao menos alguma falha com a segurança do aplicativo para ser hackeado.

Muitos golpistas recorrem a nomes consagrados do e-commerce para conseguir o número de usuários do WhatsApp, se passando por vendedores ou compradores no Mercado Livre, na OLX e até em páginas de venda no Facebook e em outras redes sociais. Neste caso, é fundamental ficar atento às ligações estranhas que irão solicitar seus dados para a realização de alguma compra, venda ou simplesmente para a confirmação de dados bancários na instituição financeira em que você possui conta.

Segundo uma importante pesquisa realizada pela Dfndr Lab sobre o assunto, cerca de 473 mil usuários do mensageiro no Brasil já tiveram seu WhatsApp clonado.

Somente em setembro de 2020, a empresa foi informada de que 15 mil usuários brasileiros do app foram vítimas de golpe. A Dfndr Lab é especializada em segurança cibernética e oferece serviço à PSafe.

Segundo a especialista em segurança digital, houve um aumento de 25% no número de pessoas vítimas de golpes pelo WhatsApp entre agosto e setembro do ano passado.

Neste cenário propício aos golpistas, o estado de São Paulo está com mais destaque neste contexto, sendo considerado o local com maior incidência de casos no período destacado na pesquisa.

Somente em setembro, foram mais de 107 mil brasileiros vítimas de golpes pelo WhatsApp. Depois do estado de São Paulo, Rio de Janeiro aparece como um dos detentores do maior número de vítimas de golpes pelo aplicativo, com 60 mil casos informados às autoridades.

Com 43 mil casos, Minas Gerais aparece na terceira colocação entre os estados onde há mais casos de golpes envolvendo o WhatsApp. 

Como saber se fui hackeado?

Após ler os tópicos anteriores você deve estar fazendo as seguintes perguntas: como saber se fui hackeado ao utilizar o meu WhatsApp? Será que aquela compra em que tive que passar alguns dados foi hackeada? Posso confiar no aplicativo daqui em diante?

Bom, os sinais são claros e podem ser notados por qualquer pessoa atenta. Se o seu WhatsApp repentinamente for desligado, esse é um dos sinais de alerta clássicos de um possível acesso paralelo à sua conta.

Na grande maioria dos casos, isso aponta que sua conta foi hackeada e seus dados podem estar sendo acessados de outro aparelho com fins maliciosos.

O usuário que invade outro aplicativo tem como objetivo extrair dados pessoais da vítima, como conta bancária, de aplicativos financeiros e espionar a pessoa.

Ao invadir uma conta do WhatsApp, informações sigilosas acabam sendo visualizadas pelo hacker em conversas do cotidiano da pessoa.

Não só a pessoa que teve o whatsapp clonado, como seus contatos passam a ficar vulneráveis com a quantidade de informações que podem ser extraídas de uma simples conversa.

Uma importante dica neste caso é “nunca compartilhe o código de segurança recebido via SMS com ninguém”.

Você deve estar atento a um código de segurança do aplicativo de verificação que é enviado por via SMS.

Esse código só pode ser acessado pelo dono da conta, pois é para isso que ele foi criado. Se outra pessoa tiver este código, então ele perde sua finalidade de segurança e o aplicativo fica vulnerável.

Desta forma, fique sempre atento às ligações que solicite esse código de segurança, pois nenhuma empresa necessita deste código para oferecer um produto ou serviço.

Saiba que uma conta se mantém protegida quando este código está guardado em um local seguro.

Recuperar a conta do whatsapp

O WhatsApp recomenda que o usuário do serviço de mensagens desative o aplicativo de seu aparelho celular, novamente baixe o aplicativo na loja de apps e faça login normalmente com o mesmo número.

Fazendo isso, um novo código de proteção será enviado por SMS e o usuário deve confirmar esse código na ativação da conta.

Nunca, jamais, em hipótese alguma, nem se for as autoridades, passe esse código para ninguém, pois só você tem o direito de acessar sua conta, mais ninguém, nem a Justiça do Brasil ou de outro país pode fazer isso. 

Ao reativar sua conta com um código diferente seguindo o procedimento acima, o hacker que teve acesso ao seu WhatsApp terá o login encerrado automaticamente e não terá mais acesso às suas conversas.

Caso tenha sido solicitado pelo WhatsApp um segundo código de acesso a sua conta e você não o recebeu, é muito provável que o hacker tenha recebido a outra parte do “Código de Confirmação em Duas Etapas”.

Esse modelo de código é mais eficiente e evita que uma conta seja acessada novamente em um intervalo menor que sete dias. 

Após um período de sete dias aguardando para ter acesso à conta, você já pode fazer a solicitação de um novo código para utilizar o mesmo número. Saiba que inserir um novo código de 6 dígitos enviado pelo WhatsApp é a maneira mais eficiente de desconectar sua conta de outros aparelhos caso ela esteja hackeada.

Saiba que os setes dias entre o acesso com um novo código é parte de uma estratégia de segurança da empresa, e não uma forma de punição do usuário, é importante saber essa diferença.

Sabendo da importância desse período longe do aplicativo, avise todos os seus contatos mais assíduos que você está impedido(a) de acessar o aplicativo por medidas de segurança.

É importante avisar TODOS os seus contatos sobre o que está acontecendo e pedir para que nenhum deles responda a qualquer pergunta ou informe quaisquer indagações neste período.

Uma forma de fazer isso é ligar para os seus contatos ou enviar SMS avisando sobre o ocorrido.

Não deu certo?

Se por algum motivo a reativação da conta com um novo código não funcionar, saiba que existe um outro método para lidar com uma conta clonada. Faça o pedido de um número perdido, um procedimento utilizado quando um smartphone é roubado.

Para conseguir fazer este procedimento, você terá que fazer o pedido de bloqueio diretamente pelo WhatsApp. 

É fundamental enviar um email avisando sobre o ocorrido para o endereço [email protected] dizendo o seguinte: Assunto: “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta“, e no corpo do email você deve dizer o que está acontecendo, fazer a inclusão do seu número de telefone seguindo o formato internacional +55 (XX) XXXXX-XXXX, caso seja um pedido feito do Brasil, pois se você tiver em outro país o código internacional também irá mudar.

Ao ser enviado esse email, o WhatsApp irá fazer o bloqueio do seu número nas contas do app em quaisquer aparelhos onde ele esteja sendo acessado. Para fazer novamente o cadastro do aplicativo, um novo código de segurança lhe será enviado. Lembrando, nunca passe esse número para ninguém!

Conversas perdidas do whatsapp?

Se o seu problema é conversas perdidas que por algum motivo tenham sido excluídas, é possível você recuperá-las utilizando sua conta de smartphone. Saiba que existem tutoriais de recuperação de conversas perdidas do WhatsApp em aparelhos Android e iOS, disponíveis na internet. Mas, é importante seguir as recomendações do próprio WhatsApp antes de tudo, lembre-se sempre disso.

Acesso à conversas antigas

O WhatsApp ficou mais seguro quando passou a oferecer aos usuários a criptografia de ponta a ponta, visto como o sistema mais seguro utilizado pelos mensageiros atualmente.

Desta forma, mesmo que um hacker consiga invadir sua conta, ele não terá acesso às conversas antigas. O aplicativo segue um protocolo e deixa essas informações ocultas, e somente os dispositivos que fizeram a troca dessas mensagens podem acessar a conversa. Isso também vale para áudio, vídeos e outros formatos de mídias que foram enviados entre os usuários.

Período sem acesso à conta

No período de segurança de 7 dias sem acesso à conta, os outros usuários poderão ver o seu perfil e lhe enviar mensagens. Neste caso, você não terá acesso a eles, mas, se sua conta estiver hackeada, o hacker poderá ver e responder às mensagens.

Essas mensagens que não puderam ser visualizadas por você, dono legítimo da conta, poderão ser acessadas novamente assim que sua conta voltar ao normal. Ao todo, as mensagens pendentes ficaram aguardando por até 30 dias. 

Após reativar sua conta do WhatsApp, todas as funções do aplicativo voltam a funcionar normalmente.

Os grupos, os contatos, tudo volta ao normal, exceto se o hacker tiver excluído um contato ou disse algo de ruim a ponto do contato lhe excluir. O WhatsApp é uma rede social e os aspectos humanos são muito fortes no mensageiro. 

Por fim, saiba que se seu WhatsApp não for reativado em até 30 dias corridos, então sua conta será excluída dos bancos de dados da empresa definitivamente e para utilizar outra conta será necessário cadastrar um novo número.

As dicas acima funcionaram para você? Você foi vítima de algum golpe sofrido por meio do WhatsApp?

Como foi ter sua conta clonada? Conte nos comentários sua experiência sobre o assunto e o que podemos fazer para nos proteger de ataques de pessoas maliciosas.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.